Impacto Social & Sustentabilidad

VOLTAR

Um resumo de impacto

Que bom ver você por aqui! É com muito prazer que apresentamos a primeira edição do Além do Propósito, informativo mensal onde você poderá se atualizar sobre o que de mais importante acontece no mundo das marcas, negócios e finanças sustentáveis, com a curadoria e análise da nossa prática de Impacto Social, criada para servir clientes com consultoria nas áreas de sustentabilidade, causa e propósito corporativo, responsabilidade socioambiental, valor compartilhado e outros temas ligados à agenda do Desenvolvimento Sustentável. Para saber mais, escreva para impactosocial@jeffreygroup.com.

Marcas e causas

Nossa visão: A pandemia fez a sociedade perceber de forma definitiva que as empresas têm um papel a cumprir no combate aos grandes problemas da humanidade e na construção de um futuro mais sustentável. Caminhamos para um novo momento, marcado por engajamento, conectividade, ativismo e, acima de tudo, valorização da transparência como premissa para construir reputações. Nesse cenário, que chamamos de “Era da verdade”, consistência e engajamento genuíno devem se sobressair. Definitivamente, caducou o pressuposto de que é possível projetar uma imagem diferente da realidade.

Nossa seleção de leituras: A mídia americana é conhecida por assumir posições políticas, o que para muitos ajuda o público a formar opiniões. Diante de uma das eleições mais importantes na história dos EUA, a revista “Time”, pela primeira vez, trocou seu logotipo pela palavra “Vote”, além de publicar um editorial sobre a decisão. No Brasil, patrocinadores do Santos Futebol Clube sofreram forte pressão popular após o clube anunciar a contratação do jogador Robinho, condenado por estupro na Itália. Acuadas, as marcas ameaçaram encerrar contratos caso o clube não desistisse do acordo, o que acabou acontecendo.

Finanças sustentáveis

Nossa visão: A marca mais forte da pandemia no setor financeiro será a adoção em larga escala dos critérios ESG (Ambiental, Social e Governança, na sigla em inglês). Não se fala de outra coisa no mercado financeiro. E os números não mentem, como você pode conferir nas matérias indicadas abaixo. Passamos por um ponto de inflexão e gestão ESG já é o novo normal. Quem tinha mais preparo e boas práticas conseguiu aproveitar a onda. Se não é esse o seu caso, é melhor correr atrás do prejuízo. Literalmente.

Nossa seleção de leituras: O BNDES anunciou que prevê subscrever R$ 8,5 bilhões em debêntures de infraestrutura e sustentáveis no período 2020/2021. Além disso, até 2025, 57% dos fundos mútuos na Europa irão considerar critérios ESG, segundo novo estudo da PWC. O ISE da B3 teve uma rentabilidade de 296%, desde a sua criação em 2005, contra 223% da carteira formada pelas ações do índice Ibovespa. Ou seja: é falsa a dicotomia entre lucro e sustentabilidade.

Sustentabilidade corporativa

Nossa visão: Mais do que falar sobre causas e gerar engajamento, é fundamental que as empresas promovam mudanças reais. Os desafios são grandes, mas com senso de urgência, compromissos genuínos e decisões inteligentes é possível promover mudanças. O primeiro passo para o desenvolvimento sustentável é convencer todo mundo que o futuro é um problema urgente.

Nossa seleção de leituras: Bayer e a Magalu lançaram programas de lideranças para negros. “É inaceitável termos só 16% de líderes negros”. A afirmação do CEO do Magazine Luiza, Frederico Trajano, ganhou a mídia e as redes sociais nos últimos dias. Práticas como essas solidificam um novo momento do pensamento corporativo, no qual ações que sem base em mudanças reais não são mais consideradas suficientes.

A líder de RH da Bayer, Elisabete Rello, corrobora o que Trajano já havia dito: “a empresa entende que quanto mais diverso forem os times, mais eles podem contribuir para uma organização mais justa e inovadora”.

Fale com a gente!
T +55 (11) 3185-0800
www.jeffreygroup.com
impactosocial@jeffreygroup.com
Danilo Maeda | Social Impact and Sustainability Leader, Brazil